GPR - GROUND PENETRATING RADAR

Radar de penetração no solo ou georradar (de acrónimo GPR) é uma técnica de aquisição de informação espacial que se utiliza para investigar ou detetar objetos e estruturas sob o solo.

 

É um método eletromagnético de alta frequência (de 50 a 1600 MHz), com capacidade de adquirir grande quantidade de informação num tempo reduzido. Este sistema gera imagens do subsolo utilizando como fonte transmissora uma antena eletromagnética que emite um sinal a uma frequência fixa que pode penetrar sedimentos, rocha, gelo ou outros tipos de materiais naturais ou artificiais.

 

Basicamente, o que deteta o GPR são alterações nas características eletromagnéticas dos materiais do subsolo, já que serão os parâmetros que definem estas características os que, juntamente com as características da onda emitida, determinarão a propagação da energia através do meio. Os equipamentos GPR disponíveis atualmente no mercado podem classificar-se em duas categorias: equipamentos de propósito generalista e equipamentos específicos para certas aplicações. Os primeiros são os mais versáteis e costumam permitir a ligação de antenas de diversos tipos, com um leque de frequências muito variado. Já para os equipamentos orientados para certas aplicações não é necessária em geral grande experiência para a sua utilização já que não é necessário parametrizar muitos detalhes de configuração.

 

 

Algumas aplicações:

 

  • Em construção e engenharia em geral.

 

  • Auditorias ao meio ambiente e avaliação de sítios.

 

  • Avaliação de sítios industriais em uso ou abandonados.

 

  • Estudos de aptidão e corretivos em áreas sensíveis.

 

  • Estudos geológicos e arqueológicos.